Os bebés precisam de beber água?

Esta é uma pergunta muito frequente nas consultas de Pediatria e para a qual não é difícil arranjar uma resposta objectiva.

Nos primeiros meses de vida os bebés só bebem leite, pelo que a necessidade de beberem água não é assim muito significativa. No entanto, convém distinguir 2 situações:

– Bebés que estão a fazer leite materno exclusivo

Uma vez que a composição do leite materno é completamente ajustada às necessidades dos bebés, geralmente não há necessidade de lhes dar água quando estão a ser exclusivamente amamentados. No entanto, há 2 excepções a esta regra. A primeira, quando se está perante uma vaga de calor e a segunda, sempre que o bebé estiver com vómitos. Em ambas as situações, as perdas de líquidos por parte do organismo estão aumentadas, pelo que faz sentido oferecer um pouco de água ao bebé, para ver se ele a quer beber para compensar o que perde. Nestes casos, a palavra certa é mesmo “oferecer”, pois deve-se respeitar a vontade do bebé. Assim, se ele quiser bebe, mas se não quiser não bebe.

Na verdade, o facto de não estar indicado dar água aos bebés nesta situação não implica propriamente que seja errado fazê-lo. O maior inconveniente é que o bebé pode beber menos leite se beber muita água, mas isso também se consegue evitar se se oferecer pouco depois da mamada e não antes da mamada seguinte.

– Bebés que estão a fazer fórmula infantil (leite “em pó” ou “de farmácia”)

Sempre que os bebés estão a ser alimentados com outro leite para além do leite materno (seja como suplemento ou como substituto), faz sentido oferecer-lhes um pouco de água. Na maior parte das vezes os bebés pequenos não bebem, mas o mais importante é que se lhe vá oferecendo de vez em quando, uma vez que não são autónomos para a conseguirem por eles.

A partir do momento em que são introduzidos outros alimentos na rotina alimentar dos bebés (sopas ou papas, por exemplo), faz sentido que se vá oferecendo água com regularidade.

Vale a pena ferver a água que se dá aos bebés?

O acto de ferver a água serve essencialmente para a esterilizar, ou seja, para matar qualquer microrganismo que exista lá.

Apesar desta também ser uma dúvida muito frequente, a sua resposta é fácil e vai depender essencialmente da fonte de onde provém a água:

– Água mineral (engarrafada) ou da rede pública de abastecimento (“da companhia”)

Nestes casos não há necessidade de ferver. O controlo microbiológico destes tipos de águas é muito apertado, não havendo necessidade de nenhum cuidado adicional.

– Água de furos, poços ou nascentes públicas

Este tipo de água está muito mais sujeito a contaminações, pelo que é importante esterilizá-la para garantir a segurança do bebé.

 

(Texto escrito por mim para o site da Revista Visão)

Partilhe o artigo