Rotinas nas férias – sim ou não?

Esta é uma questão difícil de responder, porque acaba por ser um pouco subjectiva. No entanto, há alguns aspectos sobre os quais vale a pena reflectir, de forma a poder usufruir melhor desta altura fantástica para ser aproveitada em família: as férias!

Alimentação

Com a chegada do tempo quente, é normal que as crianças reduzam um pouco o seu apetite. Geralmente é uma altura em que bebem mais água e isso acaba por fazer com que elas comam menos também. Desde que vão comendo de forma razoável, não me parece que seja boa ideia andar sempre em guerra por causa da alimentação. No entanto, é importante perceber também que nesses casos ajuda não andar a dar sempre comida às crianças, porque andar sempre a “petiscar” condiciona também o que as crianças comem às refeições.

É uma altura em que faz sentido tentar optar por comidas mais leves, mas se possível não descurar muito a qualidade alimentar, tentando manter uma alimentação saudável e diversificada.

Por fim, uma palavra para os sumos, gelados e doces, que vão surgindo um pouco em todo o lado. Não sou fundamentalista e percebo que possa haver lugar para alguns “pecadinhos” alimentares, mas é fundamental ter em atenção que a rotina deve sempre ser comer bem e essas “asneirinhas” devem ser a excepção e não a regra. Parece fácil cumprir este pressuposto, mas na verdade nem sempre é isso que acontece.

Horários

Nas férias é normal que os horários fiquem um pouco para “segundo plano” e isso parece-me sensato. Claro que as crianças pequenas precisam de algumas rotinas para se sentirem seguras, mas andar sempre a olhar para o relógio, com horas marcadas para tudo (acordar, comer, actividades, …) é capaz de não ser a melhor opção. Há momentos em que isso pode acontecer, mas o ideal é desligar um pouco dessas rotinas apertadas nas férias, de forma a que as crianças percebam que é uma altura claramente diferente, em que elas também podem e devem usufruir de forma diferente dos pais e de tudo o que as rodeia.

Sono

O sono é um aspecto fundamental para as crianças e deve ser sempre encarado como algo prioritário no nosso dia-a-dia. No entanto, nas férias é normal que os horários não sejam exactamente iguais aos do resto do ano e isso é perfeitamente aceitável. De qualquer forma, é importante perceber que a regularidade dos hábitos de sono é um aspecto crucial para que este seja reparador, pelo que é boa ideia tentar zelar um pouco para que essa regularidade seja mantida de forma mais ou menos constante.

Assim, o principal conselho é haver alguma condescendência para os horários de dormir, desde que se consigam manter as horas de sono adequadas, seja no sono nocturno, seja no sono diurno.

Como conclusão, gostaria apenas de apelar ao bom senso e deixar o conselho a todos os pais para que usufruam sempre da melhor forma possível dos seus filhos, mais ainda nesta altura em que estão um pouco mais libertos das suas preocupações.

As rotinas são importantes, mas é tão errado mantê-las rigidamente nas férias, como abandoná-las por completo. Assim, acho que faz algum sentido escalonar as opções de acordo com a idade das crianças. Com os bebés pequenos faz mais sentido ter rotinas um pouco mais apertadas, mas com crianças maiores essa necessidade torna-se cada vez menos significativa.

Efetivamente, é apenas usar do bom senso e aproveitar!

Partilhe o artigo