pt Português
Domingo, Abril 24, 2022

Diarreias intermitentes prolongadas

Home Fóruns Doenças Doenças do Estômago e Intestinos Diarreias intermitentes prolongadas

Etiquetas: ,

  • This topic has 3 respostas, 2 utilizadores, and was last updated Há 2 weeks by Avatarcaroxa.
A visualizar 4 artigos - de 1 a 4 (de um total de 4)
  • Autor
    Artigos
  • #6042
    Avatarcaroxa
    Participante

    Boa tarde! Sou mãe de um menino que acabou de fazer 3 anos, agora em Setembro. No final de Maio teve diarreia durante 12 dias com várias dejeções diárias líquidas (6/7). Foi visto pelo pediatra, tendo sido diagnosticado com uma virose sem outra sintomatologia. Passou cerca de 15 dias sem diarreias e, passado esse tempo, voltaram. Com 6/7 dejeções líquidas diárias e duraram uma semana. Seguiu-se novo periodo normal (duas semanas) e mais um período de uma semana de diarreia. Continuou com está alternância, semana a semana, até ao final de Agosto, perfazendo cerca de 3 meses. Os últimos episódios foram muito menos frequentes (1 dejeção líquida por dia e só nalguns dias). Durante este tempo todo fomos acompanhados pelo pediatra, fizemos análises ao sangue e às fezes, tomou vários probioticos, evitamos a desidratação mas houve perda de peso. Entretanto, com 15 dias livres desse flagelo, já registamos aumento ponderal 🙂 fizemos registo diário de toda a alimentação. Ele não consome doces nem sumos processados.
    As análises não mostram nada de errado, apenas o igE estava um pouco elevado. Os indicadores de doença celíaca e alergia às proteínas do leite de vaca são negativos. As várias análises às fezes foram negativas para parasitas, bactérias e vírus. Mesmo assim, e por indicação do pediatra, fizemos tratamento para a giardiase, por ser o quadro mais provável mesmo tendo dado negativo nas análises. O que é certo é que, 2 dias depois de terminar os 5 de tratamento, as diarreias pararam. Ele nunca tinha feito desparasitante e frequenta o infantário há 2 anos.
    Agora parece que tudo está a voltar ao normal, pois para além de não ter diarreias, o aspecto das fezes é bem diferente, já houve aumento de peso…mas continuo ansiosa e com receio que as diarreias voltem. Se tal acontecer iremos ser encaminhados para consulta de gastroenterologia pediátrica. Foi uma fase longa de muita preocupação e sem sabermos o que fazer…
    Esta semana tivemos nova consulta e descobrimos que ele tem os molares definitivos a nascer. É muito cedo para isso e o pediatra pediu vigilância e tempo, para ver como evolui. Sei que é muito precoce, mas não sei bem, ainda, que complicações terá. Apesar disso, algo me tranquilizou (ou, pelo menos, quero acreditar que sim) quanto às diarreias, pois ele sempre fez diarreia quando lhe nasceram os restantes 20 dentes. Conheço, também, a opinião médica/científica sobre a correlação dentes/diarreia 😉 Mas o meu coração de mãe quer acreditar 🙂
    Algum caso assim? No que respeita às diarreias? Pode uma criança desta idade ter estes episódios assim e não se descobrir nada? Pode desaparecer e pronto? E os dentes? O que fazer? Estão os 4 molares definitivos a espreitar…
    grata pela atenção!

    #6072
    Hugo RodriguesHugo Rodrigues
    Administrador

    Boa noite,

    Muito obrigado pela sua partilha. Seria interessante ver se mais alguém passou or uma experiência semelhante, porque são quadros que podem surgir com alguma frequência. Em relação aos dentes, se tiver dores pode da o paracetamol, mas em princípio não precisa de fazer mais nada.
    Cumprimentos

    #6291
    Avatarcaroxa
    Participante

    Boa tarde. Venho atualizar o tópico.
    As diarreias do meu filho duraram 3 meses, tendo havido perda de peso (não muito significativa, mas houve), mas não abrandamento de crescimento. De um momento para o outro as diarreias passaram e, num mês, ele aumentou 1kg de peso. Não sabemos o que provocou….o pediatra apontou inicialmente para uma virose com nova virose na recuperação da primeira que lhe destruiu a flora intestinal. Apesar de todos os probiotics e prebiotic nada fez reverter o quadro. A alimentação dele não contém produtos processador nem açúcares refinados. As análises ao sangue e às fezes (várias….) não detectararm nada de anormal. Mas….passou, o que é o mais importante.
    Continuamos sem saber o que se passou, e só espero que não voltemos a passar por isso. Como efeitos secundários, deixou de fazer cocós na sanita, apenas faz na fralda, pedindo a fralda para o efeito.
    Quanto aos dentes molares definitivos que ele tem a nascer, dos estão de fora, os outros dois estão a romper. Racionalmente percebo que não há evidências de relação, mas confesso que me sinto muito tentada a atribuir estás diarreias ao rompimento deles, pois na verdade sempre fez diarreias quando lhe nasceram os outros dentes… continuo a achar que este nascimento dos dentes definitivos é muito precoce, mas não podemos fazer nada quanto a isso, a não ser reforçar a higiene oral.
    Continuo a aguardar respostas com quadros semelhantes.
    Obrigada!

    #10348
    Avatarcaroxa
    Participante

    Boa tarde! Venho deixar o desfecho desta situação! Eu sei que passaram 3 anos 😬 mas pode ajudar outras pessoas 😉
    O meu filho continuou por mais algum tempo com as tais diarreias que nos deixavam à toa. Decidimos, em conjunto com o pediatra, tirar a lactose. Parece ter havido melhorias, mas sem que nada pudesse prever continuavam as “crises”. Foi então que resolvemos ir por outro caminho: a reintrodução alimentar. Deu trabalho, mas na verdade foi o que resultou. O pequeno faz reação severa (diarreia severa por vários dias) com a abóbora. Isso mesmo, a inocente abóbora que, semanalmente ou de quinze em quinze dias fazia parte da sopa em casa e com mais frequência no infantário. E pronto! Terminaram, assim, as diarreias severas 💪.
    Venho deixar o testemunho para que outros pais possam ver esperança, pois não sendo de todo fácil reintroduzir todos os alimentos aos 3 anos, é um processo fazível e que pode resultar na identificação de algum problema 😉
    Nunca mais bebeu leite com lactose, sempre tivemos receio da reação (motivados pelos vários meses de angústia que passamos). Mas come outras coisas com lactose (como manteiga, por exemplo). Desde bebé que nunca aceitou outros lacticínios (não come nem bebe iogurtes, não come queijo).
    Hoje é ele próprio que pergunta, nos restaurantes, se a sopa tem abóbora. A escola também é informada e tem isso em atenção quando ele almoça.
    P.S.: os dentes não foram o motivo, certamente 😉
    Obrigada!

A visualizar 4 artigos - de 1 a 4 (de um total de 4)
  • Tem de iniciar sessão para responder a este tópico.

Bem vindo à “Pediatria para Todos”

Podcast MOMENTO A S.Ó.S.

Mais do que um podcast sobre crianças, este é um podcast sobre mães e pais, humanamente imperfeitos, mas movidos pela maior força que existe à face da Terra: o amor incondicional que sentem pelas crianças das suas vidas!

Artigos Recomendados

Bem Vindo de volta!

Faça o login com a sua conta

Criar uma nova conta

Fill the forms below to register

*Ao efetuar o registo neste website está a concordar com a nossa Política de Privacidade.

Recuperar a sua password

Por favor introduza o seu nome de utilizador ou email para fazer reset da sua password.