Vacina da Gripe

A propósito da vacina da gripe…

Em Portugal, a época de vacinação contra a gripe começou no passado dia 14 de Outubro.

Como se trata de uma vacina que não está incluída no Programa Nacional de Vacinação, é importante perceber quais as suas indicações, ou seja, quais as crianças que podem e devem ser vacinadas.

Actualmente, as recomendações da Direcção-Geral de Saúde e da Sociedade Portuguesa de Pediatria defendem que não está indicada a vacinação universal, mas sim apenas os chamados grupos de risco, que em Pediatria são os seguintes:

• Doença pulmonar crónica;

• Cardiopatia com repercussão hemodinâmica;

• Imunodepressão (incluindo a causada por medicação);

• Infecção VIH;

• Hemoglobinopatias;

• Terapêutica crónica com salicilatos;

• Insuficiência renal crónica;

• Doença metabólica crónica;

• Doença hepática crónica;

• Diabetes mellitus;

• Doença neurológica crónica;

• Doença neuromuscular ou esquelética com compromisso da função respiratória;

• Internamento prolongado na época da gripe;

• Transplantação de órgãos sólidos ou medula óssea;

• Adolescentes grávidas, que em Outubro estejam no 2.o ou 3.o trimestre da gravidez;

• Contactos próximos de grupos de risco;

• Obesidade mórbida (índice de massa corporal ≥40).

A eficácia da vacina não está estudada abaixo dos 6 meses de idade e por isso não é recomendada neste grupo etário.

No entanto, gostaria de deixar uma nota, que tem a ver com a eficácia da própria vacina. Desde o ano passado, surgiram no mercado vacinas que previnem contra 4 tipos do vírus da gripe, o que as torna particularmente mais eficazes. No entanto, actualmente as recomendações ainda são as mesmas descritas acima, embora possam vir a ser revistas num futuro próximo.

Partilhe o artigo