Deve-se dar uma ou as duas mamas em cada mamada?

Há uns anos atrás, as recomendações eram de dar sempre as duas mamas, cerca de 10 minutos cada uma, em cada refeição. No entanto, o aumento do conhecimento sobre o leite materno mudou um pouco este perspectiva. Efectivamente, a composição do leite materno varia ao longo da mamada, sendo que o primeiro leite a sair é mais “aguado”, tendo como principal finalidade hidratar o bebé e fornecer lactose (açúcar do leite, responsável pelo fornecimento de energia rápida). À medida que a mama se vai esvaziando, o leite vai ficando mais denso e progressivamente mais rico em gordura, aspecto bem notório na cor e opacidade do leite.Assim, o ideal é que o bebé esvazie o mais possível a mama, para obter todos estes nutrientes.

Por esse motivo, as recomendações mudaram nos últimos anos, estando actualmente estabelecido que, na maioria dos casos, uma mama é suficiente em cada mamada. No entanto, isso não quer dizer que seja errado dar as duas mamas, como por vezes se ouve dizer! Aliás, num documento publicado recentemente pela Direcção-Geral de Saúde, o que se recomenda é mesmo que o bebé mame bem numa da mamas e depois termine a refeição na outra mama. Nem sempre ele vai querer mamar das duas, mas é mais sensato ser ele a “escolher” se precisa ou não do que ser algo imposto por um adulto.

Partilhe o artigo